Ads Top

Mais 29 mil candidatos disputam 4870 vagas na UEM


Arrancam na próxima segunda-feira em todo país, os exames de admissão às Universidades Eduardo Mondlane (UEM), Unilúrio e Unizambeze.

Depois de terminar o ensino secundário-geral, o desafio da maior parte dos alunos é ingressar no ensino superior e fazer o curso dos seus sonhos. Mas este processo, não é automático.

É neste sentido que cerca de 40 mil candidatos serão submetidos aos exames de admissão, para garantir uma vaga nos cursos que as três instituições do ensino superior oferecem.

Destas instituições, a UEM é a que figura do topo das prediletas com cerca de 29.154 candidatos que concorrem para 4870 vagas disponíveis, o que representa uma subida na ordem de 23% quando comparado com 2018, seguida pela Unizambeze com 9.764 e Unilúrio com 5.639.

Já os cursos mais concorridos na maior e mais antiga instituição do ensino superior do país não apresenta grandes alterações com os de 2017 e 2018. Assim, a Medicina é a que lidera a lista dos cursos mais escolhidos, com 3.501 candidatos, o que significa que são em média 39 candidatos por vaga. Em segundo lugar, temos o curso de Direito que, só em Maputo, tem 1.956 concorrentes, sendo que em média 28 estão para uma vaga. Para o terceiro dos cursos mais concorrido, temos Contabilidade e Finanças co cerca de 1.054 candidatos sendo que 47 estão para uma vaga. A Administração Pública figura no terceiro lugar com 1.084 candidatos e por fim Engenharia Informática com 970 concorrentes.

A Universidade Eduardo Mondlane apela a todos candidatos a chegarem à sala do exame no dia e na hora marcada, trazendo consigo documento de identificação válido, lápis, borracha e caneta de tinta azul ou preta.

Os concorrentes não devem levar consigo celulares, máquinas de calcular ou quaisquer outros dispositivos eletrónicos, cuja utilização é considera fraude e poderá resultar em sanções.

Opais

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.